Diário de Bordo Porto #14 – No meio do caminho tinha um Michelin

Continuando a aventura por Portugal e deixando a cidade do Porto, fomos em direção a Espanha seguindo o fluxo contrário do Rio Douro.
No caminho há um contrates entre paisagens muito belas ao completo isolamento. Seguir pelo por este caminho não é uma tarefa fácil, as estradas são estreitas e muitas vezes se distanciam do rio.

Quem preferir e gostar, pode faze-lo de barco saindo do Porto ou Vila Nova de Gaia. As opções vão de passeios de 1 hora até 3 dias.
Os vinhedos na verdade não ficam no Porto e muito menos em Vila Nova de Gaia, estão em regiões mais ao continente como Peso da Régua. E foi para lá que fomos.

Foto: Evandro Silva
Dona Antónia Adelaide Ferreira “Dona Ferreirinha”, em Peso da Régua. É aqui onde começa a nascer um grande vinho do Porto.

Já em Peso da Régua, paramos para descansar um pouco as pernas, ir ao banheiro e se conseguisse, comer alguma coisa.

E encontramos muito mais que isso…


Localizado nos velhos armazéns da CP – Caminhos-de-Ferro Portugueses – ao lado da estação de trem da Régua, encontramos o Castas e Pratos. Com uma infinidade de adesivos de recomendações do famoso Guia Michelin, entre outros, o Castas e Pratos possuí um Wine bar, restaurante e loja de vinhos.

Foto: Evandro Silva
“Cogumelos selvagens”

Foto: Evandro Silva
Cubos de carne de novilho “Uma das melhores carnes que já comi”

Vá à Régua e conheça o Castas e Pratos, vale a pena!

Viaje, aproveite a vida e seja feliz!

Fotos/Publicado por: Evandro Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s